© 2018 Festival de Teatro do Agreste
Rua Carlos Laet, 325 - Indianópolis, Caruaru - PE
Telefone: +55 81 999642555
REALIZAÇÃO  |
 

Teatro

Experimental de Arte

Parceiros

Cena Expandida,

Consciencia em Expansão

Um novo conceito de veiculação de ações culturais.

Consiste na articulação conjunta dos festivais e projetos, na formação de um grande ‘palco’ de apresenta- ções atuante nos meses de setembro e outubro, criando assim uma plataforma duradoura de exibição e ações formativas de artes cênicas nacionais e internacionais que atinge um público amplo e diversificado, ocorrendo em diversos teatros e locais públicos.

CENA EXPANDIDA é a reunião de esforços, compartilhamento de ideias, experiências, recursos e mobilização dos festivais RESIDE, TRANSBORDA - as linguagens da cena, FETEAG e CENA CUMPLICIDADES. Mentalidades expandidas e delas precisa.

Sua consolidação aponta para oportunidades e programas/políticas inclusivas e contínuas capazes de transformar democratização de acesso à cultura em democracia cultural, patrocínio em investimento, produção cultural em ação educacional, mobilidade em desterritorialização e produção material em reflexão intelectual.

RESIDE | SETEMBRO
TRANSBORDA | SETEMBRO/OUTUBRO
FETEAG | OUTUBRO
CENA CUMPLICIDADES | OUTUBRO

      .

 

Espaço Fiandeiros
dez anos

O Espaço Fiandeiros comemora em 2019 dez anos de
atividades ininterruptas na cidade do Recife. Sede do Grupo
Fiandeiros, tem sido palco de reuniões, debates, encontros,
temporadas de Grupos de todo o Brasil, de Projetos e
parcerias com os principais Festivais da cidade. Abriga
o importante Projeto Escola de Teatro Fiandeiros que já
formou, ao longo de sua existência, cerca de 1.500 novos
atores. Agora, a convite do FETEAG, vem unir forças ao
projeto CENA EXPANDIDA, uma realização em parceria entre
os festivais FETEAG, TRANSBORDA, CENA CUMPLICIDADES e
RESIDE, recebendo e integrando as ações do seu aniversário,
a residência artística com o mexicano Damian Cervantes,
que contará com a participação do Resta 1 Coletivo
de Teatro. Essa força coletiva é o nosso combustível
para agregar e resistir. Com ela, por ela e através dela,
seguiremos realizando e ecoando nosso brado de amor
ao Teatro. Nossa soma é grito. E nosso grito é vida para a
nossa Arte. Evoé!